Skip to content

ORDENS MENDICANTES

October 20, 2011

O texto abaixo se trata de um aula da Universidade Metropolitana de Santos sobre as Ordens Mendicantes. Este texto é de produção acadêmica, não se trata de um ataque protestante ao catolicismo. Mas como todos sabem, as Ordens Mendicantes se desviaram dos seus princípios de pobrezas e se tornaram em instituições ricas. Infelizmente na história da religião, homens perversos não perdem a oportunidade de tirar proveitos materiais das pessoas de boa-fé. A história da Igreja Católica é uma história de exploradores da fé dos ingênuos. (Por escriba: Valdemir Mota de Menezes)

——————
As ordens Mendicantes
Na aula de hoje você irá conhecer as chamadas ordens
mendicantes, a dos franciscanos e dos dominicanos, organizações
da Igreja que pregavam a pobreza e a vida sustentadas
por esmolas.































Essas ordens estavam relacionadas a uma mudança na
atitude religiosa. Aos poucos a mentalidade foi mudando.
Entre o povo, especialmente, entre os mais humildes, crescia
a necessidade de um Deus mais misericordioso e consolador, uma
divindade com quem o povo pudesse falar diretamente. Tal mudança faria
diminuir um pouco a intermediação da Igreja no contato com Deus.
Além disso, o fausto, a riqueza e a corrupção da Igreja eram criticados,
numa contraposição com a pobreza evangélica, sendo muito citado o
apóstolo Matheus, XIX,21, “Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai,
vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu”
Nesse contexto, dentro do clero, surgem movimentos de retorno à pureza
e castidade extremada. Alguns desses movimentos passaram a se comunicar
com o povo por intermédio da língua vulgar, obtendo adesões. Parte
desses movimentos deu origem a heresias.



São Domingos e seus companheiros usaram a pregação e o exemplo
de vida como uma forma de combater a heresia, vivendo de maneira
disciplinadamente austera e cheia de privações. Com o tempo a ordem
assumiu a personalidade de São Domingos que é marcada pela imposição
de sua profunda convicção levada à extrema rigorosidade: não por acaso
muitos dominicanos comandaram por um período o combate aos hereges
A segunda ordem mendicante a dos Franciscanos, extremamente importante
pela popularidade de São Francisco de Assis. Os ideais buscados
por São Francisco eram a pobreza e a humildade , além do amor à vida
Em seus sermões, São Francisco afirma
dos animais e das pessoas, pois ele via a participação de Deus em tudo:
“o seu panteísmo protestou contra o dualismo cristão” Comparado à São
Domingos, ele é um exemplo de humildade, sua trajetória mais comovedora
e mais tolerante.

“Não temais por vos verdes pequeninos e sem
letras: com simplicidade e confiança anunciai a penitencia… encontrareis, e em maior
numero, sem fé, orgulhosos, blasfemos, e esses [desprezarão] a vos e as vossas palavras
e cobrir-vos-ão de injurias. Sofrei-o com paciência e humildade”. E sobre a pobreza no
sermão da pobreza “Ser pobre, segundo o evangelho, não e somente cada um obrigar-se
a fazer o que faz o ultimo dos escravos; é fazê-lo com a alma e o espírito do senhor”.(LIMA,
A. B. G. São Francisco. Rio de Janeiro: ,1973, p :134)
Como o ideal de pobreza não pode ser creditado somente a São Francisco
ou a Santo Domingos, você deve estar se questionando porque eles não
foram perseguidos e acusados de heresia? A resposta é que essas ordens
foram enquadradas pela hierarquia da Igreja Católica, ainda que aos poucos:
São Domingos se estabeleceu em Roma em 1217 e os franciscanos a
partir de 1227, depois da morte de São Francisco.
O papa Inocêncio III aceitou a ordem franciscana e a dominicana porque
elas estão perfeitamente encaixadas com o ideal de reconquista espiritual:
A aceitação decorreu também do fato de que as ordens não foram um
movimento de revolta, a sua ação e o discurso de seus monges não continham
qualquer critica direta ao papel de primazia da Igreja Católica . Embora
fosse inegavelmente uma contestação às doutrinas da Igreja, elas só
se tornariam um perigo real e, conseqüentemente, haveria necessidade
de perseguição, à medida que elas não se submetessem à hierarquia da
igreja.
Assim São Francisco foi visto como salvador da fé por Inocêncio III ao
tornar a religião mais popular e menos clerical e se submeter à hierarquia
da Igreja. O papa teria tido um sonho com ele em que ele salva a Igreja
— sonho que foi imortalizado no quadro famoso de Giotto.
Porém a ordem franciscana não manteve para sempre o ideal de pobreza.
Após a morte de São Francisco a ordem restringiu a pobreza aos frades e
não à ordem em si, caminho seguido também pelos dominicanos. Tornaram-
se, então, muito ricas, devido a inúmeras doações, e acabaram por se
transformar em excelentes mecenas . A arte passou a ser usada
“ para exaltar dignamente essas grandes figuras (novos
santos), para melhor consolidar a sua fé, para
acabar de reunir os fieis, lutando contra a libertinagem
e a heresia…admitindo-se cada vez mais, na igreja, o
luxo e a magnificência da decoração…” .
Os franciscanos que não aceitaram essa nova fase se desligaram da ordem
e foram taxados de hereges, são os chamados fratticceli.
Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: